Cauby

Cauby

Uma vez li um livro que contava a história do rádio no Brasil e como os cantores do início da difusão do rádio tinham que ter o timbre grave ideal – o dó de peito – mais adequado às frequências ou, vá lá, às próprias limitações do aparelho.

Cauby é desse tempo e de muitos outros. Além de ter sido gigante na música, é um dos pouquíssimos, talvez o único no Brasil, a tornar o uso de perucas esteticamente possível.

Antes de Mick Jagger e da expressão “performático” existir, Cauby já fazia isso.